suleima-assa-legumes-gesto-autocuidado

Autocuidado x automimo: a escolha que fará sua vida mudar

Oie! Como você está?

Setembro chegou e eu quero começar falando de um assunto que vai nortear o nosso mês: o autocuidado.

Neste artigo vamos compará-lo ao automimo. A ideia é diferenciar os dois – que muitas vezes são confundidos – para que você possa decidir, com a maior clareza possível, que caminho seguir.

E posso te garantir, essa é uma escolha que, sim, pode fazer a sua vida mudar! Leia mais e entenda o porquê.

Você tenta, tenta e não consegue?

moça-pensativa-automimo

Outro dia ouvi Mila Marsili falando sobre automimo. Ali percebi o quanto esse comportamento pode prejudicar as pessoas que tentam, tentam, tentam e não conseguem.

Seja emagrecer, passar num concurso, ou tirar um projeto do papel. Parece que desta vez vai, mas não vai. Você já passou por isso?

Então hoje vou te mostrar um panorama para te ajudar a repensar suas ideias de autocuidado e realização de projetos.

Automimo: o que é isso, afinal?

Bem, vamos começar com o entendimento prático mesmo. Com certeza você já conheceu alguma criança mimada, certo?

Como é o comportamento dela? Tem dificuldades de ouvir um não, quer tudo na hora e tudo tem que ser do jeito dela. Não é mais ou menos assim?

O automimo é quando a gente age assim com a gente mesmo. Especialmente diante de uma decisão.

Pensando na descrição de uma criança mimada e olhando para determinadas atitudes nossas, não se encaixa perfeitamente?

Quer ver só?

Por exemplo, você precisa estudar para um concurso, mas chegou em casa tão cansada, que acaba sentando-se no sofá e pensando: “eu mereço, trabalhei tanto hoje”. E nesse momento, você se dá um mimo de presente: descansar.

Ah, você quer emagrecer? Ok, então precisa abrir mão daquele docinho que tem comido com tanta frequência! Ah, amanhã eu faço isso, hoje vou comer só mais um vai.

E ali, diante daquela decisão entre comer o que deveria e comer o que quer, você opta pela segunda opção. Ou seja, naquele momento você não quis dizer um não para si mesma e comeu.

Na maioria das vezes, depois bate aquele arrependimento, aquela tristeza por não ter conseguido fazer o que queria/deveria ter feito.

mulher-pensativa-automimo-versus-autocuidado
Foto: Engin Akyurt

Tirar um projeto do papel requer dedicação e esforço. E, muitas vezes, abrir mão de algo que, aparentemente, te faz um bem danado. Afinal, você gosta tanto de assistir séries. Então é duro deixar aqueles momentinhos para se dedicar ao que realmente precisa – e que, na verdade, você quer também!

Deu para entender um pouco os nossos comportamentos que se parecem com aqueles de uma criança mimada?

Automimo: um comportamento paralisante

Com os exemplos anteriores, acho que deu para perceber por que o automimo é um comportamento que pode te paralisar, não é mesmo?

É como a criança superprotegida que, muitas vezes, acaba sendo tolhida de vivenciar determinadas experiências e, com isso, deixa de aprender algo naquele momento, deixa de crescer.

Quer ver só mais um exemplo? Você precisa economizar. Mas aí vê uma roupa linda na vitrine, não resiste, vai lá e compra. Foi um mimo. E o seu projeto de economia para aquele curso ou para aquela viagem estacionou mais uma vez.

Mimar-se a todo momento é um comportamento que, embora pareça inofensivo, vai fazer com que os seus projetos fiquem paralisados.

É por isso que ter consciência dele e optar pelo autocuidado é o caminho que pode fazer a sua vida mudar.

Qual a diferença entre automimo e autocuidado

suleima-assa-legumes-gesto-autocuidado

Tem um princípio bastante simples que vai te ajudar quando estiver em dúvida se determinada ação é automimo ou autocuidado.

Guarde isso: o autocuidado dá trabalho!

Então, voltando aos exemplos anteriores… você precisa estudar para um concurso, mas chegou em casa muito cansada. O que você faz?

Vai até a cozinha, prepara um suco energizante e uma refeição que também vai te repor a energia, faz um alongamento e pronto, se sentirá renovada para estudar. Percebe como deu um trabalhinho? Mas você conseguiu se cuidar! ❤

Ah, você quer emagrecer? Ok, então precisa abrir mão daquele docinho que tem comido com tanta frequência! E ali, diante daquela decisão, você lembra de seu objetivo, recorda a importância de um não no momento certo, e opta pela fruta.

A felicidade e a saúde são incompatíveis com a ociosidade.” Aristóteles

Ou seja, faz o que tem que ser feito! Não se dá o doce “de presente” porque está triste, ansiosa ou até mesmo cansada. Ao contrário, se dá o cuidado consigo mesma de presente.

Sim, eu sei, você gosta tanto daquela série! Mas decidiu sentar-se à mesa de trabalho, mesmo cansada, e avançar mais um pouco com o seu planejamento, afinal, você sabe que ele está diretamente ligado ao ciclo do sucesso.

E gente, vamos combinar, faz parte da vida madura, de vez em quando, fazer as coisas cansadas, não é mesmo?

E faz parte da maturidade fazer o que tem que ser feito! E não apenas o que é gostoso, o que nos dá prazer…

É claro que precisamos de descanso em nossas vidas, ele é fundamental! Existem estudos sobre isso. Mas, se você é mãe, principalmente, me diga: quantas vezes você já fez algo mesmo quando estava cansada?

mãe-alimenta-filho-com-prazer

E graças a essa atitude, seu filho dormiu bem, porque estava bem alimentado e de banho tomado, não foi assim? E, por fim, embora cansada, você não se sentiu feliz por ter conseguido fazer o que devia ser feito?

Então, ser mimada demais é coisa de criança, né? Se você quer entrar para essa vida adulta e ter maturidade, é hora de pôr na balança se suas atitudes têm sido de automimo ou de autocuidado.

Automimo, autocuidado e equilíbrio

Teríamos ainda muito a conversar sobre esse assunto. Especialmente, porque existem vários caminhos para exercitar o autocuidado. Aliás, podemos falar só sobre isso um dia desses, o que acha?

Eu não gostaria de encerrar sem, entretanto, ressaltar que o equilíbrio na vida é fundamental. Sabemos que nem sempre é algo fácil, mas a simples inclinação para buscá-lo, já te leva a um nível de consciência que pode evitar a fadiga, o estresse e a frustração.

Então, por favor, cuide para ver se não está se mimando demais. Mas cuide também para não exagerar para o lado oposto.

Lembre-se que “quem ama cuida”, não é assim a célebre frase? Então, se ame e se cuide, sem excessos de mimo e sem exageros de cobrança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s